Menu

O que fazer em Curitiba?

O que fazer em Curitiba?


   Sabe quando você está numa cidade que a cada instante o tempo muda? Pois é, essa é Curitiba! Como eu digo:"a cada suspiro, um flash diferente”.. Kkkk


  Curitiba me lembrou muito dos meus bons tempos em Toronto e Londres. Quando você está nessas cidades, o tempo é que te dirá o que será possível você fazer durante o dia. Então, prepare-se para todas as estações do ano!




  Segundo dia em Curitiba e a cidade acordou com um nevoeiro de dar inveja à qualquer cidade serrana. Ele era tão intenso que você nem via a rua, parecia que você estava levitando no meio de uma nuvem.



  Aproveitei para tomar café e durante esse tempinho, replanejar a minha programação do dia. Após o café,  o tempo já tinha mudado, sem nevoeiro, mas frio e chuvoso. Um grande desafio para quem ama sol, calor e brisa do mar.



  Achei que seria interessante conhecer a cidade através do ônibus de turismo. Esse projeto já é bastante difundido em vários lugares no mundo e achei ótimo ter em Curitiba também.



Sugestão de hospedagem:






  O ônibus possui dois andares, as cadeiras são anatômicas, os motoristas e trocadores são muito gentis. Sempre quando ele está perto da próxima parada, você escuta um áudio explicando sobre o lugar em três línguas (português, espanhol e inglês).


LINHA TURISMO_CURITIBA

ÔNIBUS TURISMO_CURITIBA



Ao todo são 25 paradas:



1- Praça Tiradentes

2- Rua das Flores
3- Rua 24horas
4- Museu Ferroviário
5- Teatro Paiol
6- Jardim Botânico
7- Estação Rodoferroviaria / Mercado Municipal
8- Teatro Guaíra / UFPR
9- Paço da Liberdade
10- Passeio Público / Memorial Árabe
11- Centro Cívico
12- Museu Oscar Niemeyer
13- Bosque do Papa / Memorial Polonês
14- Bosque Alemão
15- Universidade Livre do Meio Ambiente
16- Parque São Lourenço
17- Opera de Arame / Pedreira Paulo Leminski
18- Parque Tanguá
19- Parque Tingui
20- Memorial Ucraniano
21- Portal Italiano
22- Santa Felicidade
23- Parque Barigui
24- Torre Panorâmica
25- Setor Histórico
26- ponto final na Praça Tiradentes.


  Em cima do roteiro do ônibus, fiz uma programação inicial do que eu poderia conhecer pela cidade e uma segunda, do que seria possível conhecer caso chovesse.



  Assim que eu peguei o ônibus, o tempo fechou ameaçando a chover! Pra piorar a situação, estava sem guarda-chuva, então nem pensei duas vezes, fui pro plano B, dando preferência aos museus.




Paradas que tive a oportunidade de observar o local de perto:




1-Praça Tiradentes / Rua das Flores / Rua 24horas: esse roteiro eu fiz a pé durante o meu walking tour pelo centro de Curitiba. Clique aqui para ler o roteiro.


2-Museu ferroviário: ele também pode ser feito a pé ou pegando qualquer ônibus que pare perto do shopping Estação.


Ele foi construído na antiga estação e conta a história ferroviária do lugar.


MUSEU FERROVIÁRIO_CURITIBA

MUSEU FERROVIÁRIO_CURITIBA

MUSEU FERROVIÁRIO_CURITIBA


3-Teatro Paiol: ele pode ser visto de dentro do ônibus.


TEATRO PAIOL_CURITIBA
4-Jardim Botânico: O lugar é incrívelmente cuidado e andar por aqueles canteiros foi algo bem prazeroso. Ele é a marca registrada de Curitiba que foi inaugurado em 1991. A estrutura metálica abriga espécies botânicas de referência nacional, atraindo pesquisadores de todo o mundo.


JARDIM BOTÂNICO_CURITIBA
5-Rodoferroviaria / Mercado Municipal: podem ser visto caso você faça o passeio até Marretes.


6-Teatro Guaíra / UFPR / Paço da Liberdade / Passeio Público: visitei os dois lugares quando fiz o meu walking tour pelo centro de Curitiba. Clique aqui para conferir o roteiro.


UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ_CURITIBA


7-Museu do Oscar Niemeyer: estava chovendo perto do museu, mas como um passe de mágica, a chuva passou e abriu um sol tímido. Ótima oportunidade pra tirar umas fotos bacanas registrando a magnitude dos contornos da obra do arquiteto Oscar Niemeyer.



   Para quem for descer no MON, a dica é guardar um pouco mais de tempo, pois vale a pena a visita pelo interior do museu e caso esteja na cidade numa quarta-feira, o ingresso é gratuito.


MUSEU DO OSCAR NIEMEYER_CURITIBA


  Ele é considerado o maior e mais moderno museu do país. O ponto auge da visita é conhecer “o olho” que completa uma antiga obra que o Oscar Niemeyer construiu em 1976.



   Você também poderá ver maquetes fiéis das obras que foram concretizadas pelo Brasil e no mundo a fora.


MUSEU DO OSCAR NIEMEYER_CURITIBA
  Aproveitei para almoçar no café MON, que fica muito perto da saída do museu e experimentar o famoso “barreado” curitibano, prato típico da região.

BARREADO_CURITIBA
8-Bosque do Papa: ele fica ao lado do museu, imperdível! Ele é pequeno, com poucas trilhas, mas uma gracinha, muito bem cuidado. Se você pegar a trilha da direita, vai chegar num lugar, tipo vilarejo, composto de 7 casas feitas de troncos encaixados.

BOSQUE DO PAPA_CURITIBA
   O Memorial Polonês se define pelo conjunto dessas casas, do início do século XX, que retrata a moradia dos imigrantes poloneses.

MEMORIAL POLONÊS_CURITIBA
   Há uma capela pequena e graciosa, onde o Papa João Paulo II fez suas preces, mas o aviso diz que não é permitido fotografar dentro dela.

MEMORIAL POLONÊS_CURITIBA
9-Ópera de Arame: palco de grandes acontecimentos artísticos e culturais.


  Havia aquela ameaça de chuva, mas como seria uma visita rápida, preferi arriscar e deu certo. Consegui visitar o local, pequeno, mas lindo ao meu ver.



 Uma obra de arte em forma de estrutura de ferro contrastando com as rochas, água e muito verde presente na Pedreira Paulo Leminski. Gostei muito de circular por aquele lugar.


ÓPERA DE ARAME_CURITIBA

ÓPERA DE ARAME_CURITIBA
  Foi o tempo de voltar para o ponto do ônibus pra cair a chuva.




10-Memorial Ucraniano: infelizmente não consegui sair do ônibus para visitar o Memorial Ucraniano, pois além da chuva, o vento apertou trazendo frio. Enfim, pacote completo para amedrontar uma pessoa que vive numa cidade com temperatura média de 32C.


MEMORIAL UCRANIANO_CURITIBA
11-Portal Italiano: pode ser visto de dentro do ônibus.

PORTAL ITALIANO_CURITIBA
12-Santa Felicidade: oônibus seguiu adiante até o bairro Santa Felicidade. No momento que passei por lá, as lojas e restaurantes estavam abertos, mas me disseram que fecham cedo. Então, para os interessados, o melhor horário de visita seria na hora do almoço.


  Santa Felicidade é o principal eixo gastronômico de Curitiba. É uma colônia formado em 1878 por imigrantes italianos. As casas típicas preservam a cultura italiana por seus valores histórico e arquitetônico.




Opções em dias NÃO chuvosos:



  Com certeza iria visitar quase todos os parques: Bosque Alemão, Parque São Lourenço, Parque Tanguá, Parque Tingui e Parque Barigui.



  Amo a natureza e fiquei doida de vontade de conhecê-los após passar em frente ou por perto deles. Eles parecem bem cuidados e cada um possui sua beleza natural, sendo refúgios de diversos animais nativos.



  Chegando ao ponto final, na praça Tiradentes, fui buscar abrigo, comprar um guarda-chuva, bater perna pelo centro, lanchar e seguir até a Praça Rui Barbosa para pegar o ônibus 603 (Pinheirinho) que me levaria para perto do meu hotel e que tem final por lá.



   Importante:  fazer um planejamento com duas opções de visita em uma cidade que o tempo é uma incógnita. Assim, você consegue aproveitar melhor o seu tempo de estadia e curtir a cidade.





Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 



2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.







Vejam outras dicas de viagem na região Sul do Brasil:






Share

Dani Turismo

Sou administradora de empresas, amo viajar, vivencio as nuances da imprensa hoteleira e desbravo o mundo mágico do turismo. Minha maior paixão é desvendar novos horizontes e eu os convido para essa viagem sem volta marcada. Esse espaço foi idealizado para que o leitor possa obter informações para a sua próxima viagem: dicas de destinos, sugestão de roteiros, hospedagens, gastronomia e as novidades do turismo.

Deixe um Recado:

0 comments:

Obrigada por sua mensagem!