Ganhe descontos

Booking.com

Aluguel de carro

Lojas Americanas

Lojas Americanas
PROMOÇÃO
Navigation

Férias em Bariloche!

Conheça as opções do que fazer em Bariloche. Esse post vai ajudar no seu planejamento de viagem para aproveitar o seu tempo durante as férias.

Oie pessoal,

Alex Sava ama viajar e voltou há pouco tempo de Bariloche. Nesse post "Férias em Bariloche!", ele compartilha conosco a sua aventura na terra argentina. 

Vocês podem achar mais informações e fotos do Alex na conta do Facebook Alex Sava

Seguem algumas sugestões de hospedagem para que você não perca tempo em Bariloche, com ótimo custo x benefício:

  1. Moving Hostel Travel Bar: é um albergue com uma boa localização, ótimo atendimento da equipe e bom café da manhã.
  2. Design Suites Bariloche: a localização é perfeita com uma linda espetacular do lago. A recepção fica na casa principal e os quartos separados em blocos. Eles são amplos, confortáveis e limpos (alguns possuem hidromassagem). 
  3. Hotel Tres Reyes: localização maravilhosa, em frente ao lago e bem próximo ao centro. Tem  jardim lindo nos fundos e os funcionários são atenciosos. 
  4. Hotel Ayres Del Nahuel:  boa localização, próximo do comércio e restaurantes, com ótimo aquecimento térmico no quarto espaçoso e banheiro grande (inverno). 
  5. NH Bariloche Edelweiss: ótima localização, perto do comércio, com vista linda na piscina (aquecida) para as montanhas. 

1- Por que escolhi Bariloche para passar as minhas férias de Julho?


Escolhi a cidade para passar meu aniversário no fim de Junho, por ter amigos argentinos que falam muito bem de lá. Após ver algumas vídeos no Youtube, com paisagens e comidas maravilhosas, eu não tive dúvidas pelo destino. Os preços ainda eram os de baixa/média temporada, além de ser um local muito romântico e acolhedor.


Planejamento de viagem:

2- Onde comprei os pesos para a viagem?

Eu já tinha alguns dólares e como moro em Búzios, acabei comprando os pesos em uma casa de câmbio na minha cidade, onde o fluxo de turistas argentinos é muito grande.

Vocês podem comprar também nas casas de câmbio em Bariloche, há várias! Alguns estabelecimentos aceitam reais, facilitando a vida do turista brasileiro. 

3- Onde fiz a minha pesquisa sobre o que fazer em Bariloche?


Com amigos que moram ou já passaram as suas férias na cidade, no blog Na Mochila da Ninja e em vários vídeos no Youtube.


4- Quantos dias fiquei em Bariloche?


Ao todo, eu fiquei 7 dias incríveis na cidade. Se eu pudesse, teria ficado muito mais dias.


5- Onde fiquei hospedado em Bariloche? (Centro ou lago)


A minha estratégia foi em pegar uma hospedagem simples no centro de Bariloche por 4 dias, para ter a facilidade de fazer os passeios, ir aos restaurantes e fazer compras à pé.

Depois, reservei um chalé TOP na frente do lago, no km 4 da avenida Bustillo. Para relaxar e esquecer da vida!




Aluguei um carro por 2 dias para ter mais mobilidade no lugar, dando uma sensação de liberdade de poder fazer o seu próprio roteiro.

6- Vale a pena fazer bate e volta nas cidades próximas?


Sim, vale a pena! Mas sugiro que atualizem o mapa do GPS antes de sair do Brasil ou use o Google Maps. 

Eu tinha planos de conhecer San Martin de Los Andes, mas  o GPS me levou para outro caminho entre as montanhas (Traful, Parque Nacional Nahuel Huapi), chegando a um ponto que o carro não podia mais seguir pela neve. Kkkk…. Essa aventura nos rendeu fotos lindas, pois foi uma das paisagens mais incríveis que tinha visto durante a viagem, com uma beleza avassaladora e, praticamente, desértica.


7- Precisei levar ou alugar roupas de neve para visitar os cerros?


Sim, pois estava muito frio (chegamos pegar -6o). Sem as roupas seria difícil curtir o ambiente com a intensidade que ele merece. O procedimento foi simples e providenciado pela própria agência, onde fechei os passeios.



8- Qual foi o lugar que mais gostei em Bariloche?


É difícil dizer um único local, pois gostei muito de tudo o que vi durante a viagem.

Eu recomendaria um passeio à Colônia Suíça (aos domingos ou quartas), pois é um ambiente rústico, onde se pode obter uma experiência de vida com os locais. Eles preparam o "curanto", um assado dos andes chilenos, que leva carnes e legumes sob uma manta com folhas, brasa e pedras quentes. Uma delicia!



Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 

 


2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.








Share

Dani Turismo

Post A Comment:

0 comments:

Obrigada por sua mensagem!