Agência de Turismo

Ganhe descontos

Booking.com

Aluguel de carro

Navigation

Roteiro do Vinho em São Roque

Conheça a Rota do Vinho de São Roque. Uma passeio bate e volta a 1h de carro da capital paulista.


 

Alguém já falou que se você seguir a linha do trem, pode chegar em um tesouro? Assim foi a minha sensação quando cheguei na rota dos vinhos de São Roque. Achei um “pote de ouro” escondido no interior de São Paulo. 

Eu sou carioca e sempre que vou à São Paulo, gosto de incluir uma bate e volta partindo da capital. Dessa vez, escolhi São Roque. Nem sou uma apreciadora voraz de vinhos, mas adoro visitar propriedades familiares, que contém muita história de luta, trabalho e esforço pela conquista no reconhecimento de seus produtos, nesse caso, o vinho. 


Tenho até bastante curiosidade em aprender mais sobre todo o processo de fabricação dos vinhos, por isso, gostaria de entrar num curso de sommelier, pois reconhecer um bom vinho deve ser o auge de uma degustação de sucesso. 

Como chegar em São Roque?

Partindo da capital paulista, você pode pegar duas vias: uma no sentido de Baueri e a outra, para Cotia. São Roque fica aproximadamente uma hora de carro, sendo uma ótima opção para quem gosta de sair da rotina e não ficar tanto tempo na estrada. 


Lembrando sempre que “se beber, não dirija”. Nesse caso, sugiro que contrate uma agência que leva grupos para conhecer as vinícolas e dormir uma noite na cidade de São Roque, ou nas hospedagens localizadas na própria Rota do Vinho. 

O que fazer na Rota do Vinho?

A resposta será bem óbvia .... kkk... mas a intenção da pergunta é mostrar ao leitor que ele pode além de experimentar os sabores de cada vinícola, também pode interagir com as atividades extras que cada uma oferece. Alguns possuem casa de chá, outras fazem tour agendado, outras oferecem parque de diversão para as crianças e lagos, sem contar com alguns restaurantes renomeados dentro das vinícolas. 

Opções não faltam para um casal visitando descompromissadamente a região, até as famílias com crianças que desejam passar o dia na vinícola. 

Lembrando que onde há vinhos, há também suco de uva para a criançada 😊

Quais são os empreendimentos  mais conhecidos na Rota de Vinhos de São Roque?

Como nós fizemos um bate e volta, onde o motorista da vez não bebia nada alcoólico, nós fizemos paradas pontuais nas principais vinícolas da região. Acredito que haja muitas outras menores e com vinhos deliciosos, mas dessa vez, falarei da minha primeira experiência na Rota do Vinho de São Roque, nas vinícolas que nós visitamos.

Acredito que a região precisa ser visitada diversas vezes para entender bem do mecanismo e oferta de cada vinícola, tendo a oportunidade de conhecer sempre lugares novos a cada visita. 

# Vinícola Palmeiras

Ela foi criada a partir de uma família de lavradores e criadores de animais. Os filhos iniciaram um novo negócio na família: o plantio da uva. Primeiramente, o processo de fazer vinho era artesanal, desde as carroças puxadas pelos burros até o esmagamento das uvas feito com os pés. 

Ao passar dos anos, foram estabelecidas normas técnicas, uma legislação específica para os produtores. O registro Vinhos Palmeiras ocorreu após dez anos da adega pioneira. 


Foi a primeira vinícola que visitamos na Rota do Vinho de São Roque. Ela possui uma entrada sedutora, com uma linda estátua de mulher com um jarro na mão derramando “vinho” na fonte.

Fomos muito bem recebidos, onde nos explicaram a diversidade de produção da vinícola, desde sucos e vinhos de mesa até os vinhos mais sofisticados. A variedade é boa para você escolher o que mais te apetece. Oferece também uma infraestrutura com adega, cafeteria, restaurante Tia Lina, com gastronomia italiana, sendo que de Agosto à Novembro, o restaurante possui no cardápio a fruta da alcachofra. 

Endereço: Estrada do Vinho 10

Funcionamento: das 9h às 18h, todos os dias, menos feriado. 

Há estacionamento e banheiros para os visitantes.

# Vinícola Góes

A família Góes vem de imigrantes portugueses, que trabalharam na lavoura tradicional para a sobrevivência. Após chegar nas terras de Canguera, encontraram um clima favorável para enraizar. Foi a primeira família a cultivar videiras e produzir vinho, de forma artesanal, para consumo caseiro da região. Após a inauguração da estação de trem de Canguera, o comércio de vinhos do interior ganhou força, devido a facilidade logística comercial.  

A nova vinícola Vinhos Góes foi oficialmente aberta nos anos 60, que depois foi registrada como Vinícola Góes. Os vinhos tiveram um destaque logo nos primeiros eventos de Exposições de Vinhos no Brasil, levando a Vinícola Góes para um novo patamar comercial. 

A família possui grande interesse em desenvolver a marca, produzindo novos sabores, desenvolvendo novos rótulos, investindo em máquinas modernas, aumentando a produção para distribuir a novos destinos. Há três unidades funcionando, onde a primeira é a matriz em São Roque, a segunda também fica em São Roque e a terceira, em Flores da Cunha, na Serra Gaúcha. 


A visita monitorada está suspensa, devido ao coronavírus, mas quando visitei a vinícola, percebi que ela precisa ser agendada com antecedência. A minha intenção era contratar o pacote degustação harmonizado com tábua de frios, mas não havia mais disponibilidade. Esse serviço é pago e vocês podem checar os valores no site da vinícola. 

Ela é bem mais conhecida no mercado carioca, onde já ouço falar desde pequena. A infraestrutura dela é maior comparado a primeira, que visitamos. Ao passar pelo portão principal, ela já se mostra imponente com sua construção similar a uma casa de fazenda. 

A loja é grande e as prateleiras estavam todas preenchidas com uma variedade expressiva de vinhos, espumantes, coolers e sucos. Acredito que eu fiz a maior degustação do circuito na vinícola Góes, onde pude entender melhor as nuances de sabores de cada garrafa apresentada no balcão de degustações. Até cerveja de vinho tinha, acredita? 

Para uma pessoa que é fraquinha no álcool, pois bebo muito pouco, somente em ocasiões especiais, acabei saindo da vinícola bem soltinha e saltitante  😊

Endereço: Estrada do Vinho, 9111

Funcionamento: de 9h às 18h, menos feriado. 

Há um estacionamento amplo e banheiros para os visitantes.

# Vinícola Canguera

De todas as vinícolas, ela foi a qual ficamos menos tempo, pois a visita possui horário marcado e nós chegamos após o último horário. O espaço é bonito, limpo e agradável. Os atendentes da loja são solícitos em tirar quaisquer dúvidas. Eles vendem produtos naturais como mel e linhas orgânicas, além dos vinhos. 


Um diferencial nessa vinícola é a personalização de rótulos para encomenda empresarial, eventos e cerimônias festivas, oferecendo muitas opções de produtos, como: frisantes, sucos, coolers, vinhos e acessórios. 

Acredito que eu teria muito mais a falar dela, se tivesse chegado à tempo para fazer a visita guiada. Fica a dica! 

Endereço: Estrada do Vinho km 8

Funcionamento: das 9h às 17:30hs, durante a semana e às 18h, nos finais de semana, menos feriado. 

Há estacionamento e banheiros para visitantes. 

# Quinta do Olivardo

A entrada da Quinta do Olivardo é triunfal, como um enorme barril entre a estrada do vinho e o portal principal. Ela é muito conhecida por sua gastronomia tradicional portuguesa, mas com cardápio diversificado para todos os gostos. Há também quiosques que servem comidas rápidas, como bolinho de bacalhau, o prego no pão e os pastéis de Belém, são os mais pedidos pelos visitantes. 


O espaço para as crianças é bem elaborado, com mini pesca esportiva, playground, circuito de aventura (tirolesa e arvorismo), fazendinha, passeio à cavalo, cama elástica, redes na beira do lago e pedalinho. Algumas atividades são pagas à parte. 

Para quem gosta de comprinhas, ela possui uma loja entre o restaurante e os quiosques, vendendo produtos da região, além da porcelana Monte Sião, tradicional de Minas Gerais. 

Endereço: Estrada do Vinho, km 4  

Funcionamento: de 10h às 17h, durante a semana e às 18h, nos finais de semana, menos feriado. 

Há estacionamento e pouca opção de banheiros para os visitantes.

# Vila Don Patto 

Foi a última vinícola que visitamos no dia. Ela possui um grande potencial para famílias com crianças, devido as atividades que oferece de entretenimento, como mini carrossel, mini roda gigante, casinha de boneca, labirinto, veleiro, escorregador, monorail e espaço kids para os menores. 

Nós chegamos no final do dia, onde somente a adega e o restaurante português estavam abertos. 


O complexo é grande, onde contém:

-Dois restaurantes: português e italiano;

-Choperia, uma lembrança da Bélgica em São Roque;

-Sorveteria;

-Adega, onde vende a linha exclusiva Don Patto, além de diversos outros rótulos de vinícolas parceiras nacionais e internacionais, vende também linha gourmet, como: biscoitos finos, queijos, frutas em caldas, compotas, geléias e outros produtos. 

-Rendário;

-Playground;

-Heliponto, para os chiques e afortunados;

-Loja com artesanato, cosméticos de vinho, bijouterias, além dos souvenires;

-Pista off road, que precisa fazer a reserva. 

Endereço: Estrada do Vinho, km 2,5

Funcionamento: de 9h às 17h, durante a semana, às 23h sextas e sábados, às 18h nos domingos, menos feriado. 


Eu sou agente de viagens e ajudo o cliente a montar o seu roteiro de viagem. Os preços da passagem aérea + hospedagem + aluguel de carro + seguro viagem são conforme o mercado. Entrem em contato para conferir os valores dos pacotes e receba o seu roteiro GRATUITO! 

Contato: blog@dani.tur.br

O blog Dani Turismo está participando de uma blogagem coletiva onde o tema é Enoturismo. Compartilho com vocês os canais de todos os participantes dessa ação. 

1- Let’s Fly Away - Vinícola em Chianti na Toscana: passeio no Castello di Verrazzano

2- Expedições em Família - 5 Vinícolas no Brasil para conhecer

3- Destinos Por Onde Andei… - Quinta do Vallado, nossa experiência no Vale do Douro

4- Experiência Barbara - Cafayate - conheça essa região vinícola argentina

5- 3 Gerações e 1 Mala -  Piquenique nas parreiras da Vinícola Larentis

6- Vamos viajar pra onde agora - Enoturismo: Concha Y Toro ou Bouza?

7- Across The Universe - 7 vinícolas para você visitar durante uma viagem

8- Recordações de Viagens - Rota Cantinas Históricas: distrito de Faria Lemos, em Bento Gonçalves

9- MEL a Mil Pelo Mundo - Os Melhores Roteiros de Vinhos da Espanha

10- Viajando com Sy - Vinícola Luiz Argenta em Flores da Cunha

11- 6 Viajantes -  Vinícolas com crianças na Serra Gaúcha: Trem Maria Fumaça

Share
Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga

Dani Turismo

Post A Comment:

24 comments:

  1. Tenho apreciado muito o enoturismo e o Roteiro do Vinho em São Roque já está na minha lista há tempos. Adorei conhecer um pouco através de seu texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deyse, tudo bem?
      As sugestões são ótimas para o circuito de 1 dia na Rota do Vinho. Acredito que a lista está a altura das necessidades dos casais e das famílias com crianças.

      Excluir
  2. Até hoje não fui conhecer a rota do vinho de São Roque. Mas tive um gostinho na expo São Roque quando tivemos uma amostra do que cada vinícola produz, ficando mais fácil de escolher as que queremos conhecer mais a fundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Barbara, tudo bem?
      Que notícias ótima! Deve ser muito maneiro participar da Expo São Roque.

      Excluir
  3. Muito legal seu roteiro pelos vinhos de São Roque. Gostei de saber que é tão fácil chegar a partir de São Paulo e que há tanta variedade de atividades oferecidas pelas vinícolas, não ficando apenas em beber e beber (o que já é ótimo!). Amei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lulu, tudo bem?
      Para quem gosta de vinho, vai adorar as degustações nas vinícolas. No primeiro momento, eu percebi que elas ocorrem no balcão das lojas, para incentivar às vendas. Acredito que algumas vinícolas devem oferecer algo elaborado nos restaurantes.

      Excluir
  4. Suas dicas para conhecer o roteiro de vinhos de São Roque são ótimas. Principalmente a ideia de fazer o passeio com agência, porque as vezes a gente nem se dá conta de que um vai ter que deixar de fazer a degustação para dirigir. rsrs Já cometi esse deslize.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Polliana, tudo bem?
      Melhor contratar uma agência ou motorista para não ter problemas na direção :-)

      Excluir
  5. Quinta do Olivardo é um dos nossos restaurantes preferidos, e vamos sempre (até antes da pandemia, hehehe). E agora eles abriram uma filial aqui no Brooklin, que ainda não fomos, mas pelas fotos não tem nem de perto o charme da "matriz" em São Roque. Mas se a comida já for igual, já tá valendo. Lá tem uma espetada da Madeira preparada exatamente como na Ilha da Madeira em Portugal. Fora que o dono, Seu Olivardo, é extremamente gentil e atencioso. E lá tem espaço pet, então você pode ir, levar o pet, sentar e comer aproveitando tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raphael, tudo bem?
      Adorei a sua dica gastronômica! Obrigada! :-)

      Excluir
  6. Oi Dani, eu fiz um roteiro em São Roque e amei, mas vendo o seu aqui já vi que tenho que voltar, pois tem algumas que não fui. Muito bom seu roteiro, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sy, tudo bem?
      Eu também preciso voltar para conhecer nova vinícolas. Fiz esse roteiro de 1 dia para quem não tem muito tempo na região.

      Excluir
  7. Adoro conhecer vinícolas, e achei muito interessante este roteiro por São Roque, já fiquei imaginando um final de semana no local.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea, tudo bem?
      É um roteiro bate e volta que vale super a pena fazer para quem mora em São Pualo.

      Excluir
  8. Dani adorei seu post sobre esse roteiro em São Roque, eu e meu marido estamos muito a fim de fazer essa rota. parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hebe, tudo bem?
      É uma rota bem gostosa de se fazer. Se tiverem mais dias, poderão conhecer as vinícolas com mais calma.

      Excluir
  9. Não conhecia esse Roteiro do Vinho em São Roque! Lugares encantadores. Uma ótima dica de passeio nesse post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela, tudo bem?
      Um roteiro para compartilhar com a família e amigos :-)

      Excluir
  10. Oi, Dani, que delícia de post, diferente de você, aqui em casa somos apreciadores vorazes de vinhos, embora cada vinícola tenha tanto a oferecer aos visitantes, além dessas deliciosas bebidas.
    Acredita que eu nunca tinha ouvido falar em São Roque, ainda mais como uma região de vinícolas? A gente valoriza tanto os passeios em vinícolas fora do nosso país e nos esquecemos de pesquisar para conhecer melhor as que temos no nosso país.
    Bom demais saber de mais esta opção, quero muito visitar e conhecer as vinícolas dessa região. Obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisele, tudo bom?
      São Roque não é tão divulgado como as vinícolas do sul do Brasil ou na Argentina e Chile. Uma pena!
      Fico feliz que pude contribuir com essa informação e incentivar a visitação local.

      Excluir
  11. Nossa, que legal essa rota! E que bom que dá pra fazer em um dia, conhecer várias vinícolas e ainda aproveitar com as crianças. E aquela fonte de vinho? Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliane, tudo bem?
      Eu vi esse tipo de fonte em duas vinícolas. Elas são impactantes, não?
      Para famílias com crianças, sugiro que escolha as vinícolas maiores, com infraestrutura para elas. Assim, todos conseguirão aproveitar bem a viagem.

      Excluir
  12. Eu não imaginava que existia uma rota do vinho assim tão pertinho de São Paulo. Adorei as dicas para conhecer o roteiro do vinho em São Roque, pelas tuas fotos deu pra ver que as vinícolas são muito charmosas e agradáveis para passear.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helen, tudo bem?
      Eu adorei passear pelas vinícolas de São Roque.

      Excluir

Obrigada por sua mensagem! Você pode receber mais informações enviando as suas dúvidas para o email comentarios@dani.tur.br