Ganhe descontos

Booking.com

Aluguel de carro

Lojas Americanas

Lojas Americanas
PROMOÇÃO
Navigation

Passeios de bate e volta no Brasil

Você pode conferir 20 passeios de bate e volta no Brasil. Eu escrevo os prós e contras do dilema: fazer ou não fazer uma bate e volta? O objetivo desse post é mostrar à você, que nem sempre a melhor opção é realizar um bate e volta.


Passeios de bate e volta foi o tema da Blogagem Coletiva do mês de Julho 2019. Eu e mais alguns colegas blogueiros nos reunimos para escrever e publicar sobre esse tema.

Há uma polêmica no ar quando você menciona passeios bate e volta. Por quê? Já te conto.


Quando eu era mais jovem, eu queria conhecer vários lugares durante a mesma viagem, por isso, usava muito esse artifício de bater e voltar dos lugares. Mas, aos poucos, eu fui percebendo que voltava exausta das viagens, sem mencionar que acabava não conhecendo com detalhes os lugares visitados.

No decorrer dos anos, eu fui mudando a minha estratégia, pois percebi que, alguns lugares mereciam uma parada maior. Dessa forma, a minha análise crítica me fez elaborar, para cada viagem, um planejamento de viagens mais detalhado, com inúmeras pesquisas em cada destino.

Gostaria de indicar 3 blogs parceiros que também escreveram sobre o tema Passeios de Bate e Volta:




Segue abaixo uma lista dos prós e contras de um bate e volta:

Quando vale a pena fazer bate e volta (Prós):

1- Quando a cidade é pequena e contem poucos atrativos turísticos, vale a pena passar somente o dia nela;
2- Quando você está com pouco dinheiro e a hospedagem no seu destino dos sonhos é caríssima. Você pode se hospedar em um lugar próximo, menos badalado e fazer um bate e volta para conhecer o destino;
3- Quando você está hospedado numa metrópole e gostaria de conhecer cidades menores, nos arredores.

Quando não vale a pena fazer o bate e volta (Contras):

1- Quando você faz uma viagem para descansar;
2- Quando há muitos atrativos na cidade, vale a pena permanecer nela para otimizar o tempo;
3- Quando o seu objetivo é estar em sintonia com a cultura local, vale a pena ficar mais tempo em cada lugar, para que você possa interagir mais com a nova cultura. 


Abaixo, eu descrevo de forma resumida 20 passeios de bate e volta no Brasil :

1- Gramado-Canela: 

A primeira vez que fui a Gramado com a família, me hospedei na cidade e nós fizemos um bate e volta para conhecer Canela. 

Da minha última vez, eu fiquei impressionada com a exuberância de Canela. Vocês sabiam que os melhores parques naturais da região estão em Canela? O ritmo da cidade é outro, onde o trânsito flui, os restaurantes e os hotéis recebem bem os visitantes.



Sugestão de hospedagem em Canela:  na última vez, eu fiquei no Grande Hotel Canela, simplesmente fantástico! Ele oferece tanto suítes quanto chalés, possui uma área verde enorme com direito a uma trilha. Além de sala de jogos, quadras de esportes e uma churrasqueira podendo ser usada pelos hóspedes. Confira as tarifas!


2- Gramado-Bento Gonçalves: 

Outro bate e volta com a família, na minha primeira vez em Gramado, nós também fizemos Bento Gonçalves.  Hoje, a região a oferece uma infinita possibilidade de passeios e visitas à vinícolas, sem contar que o setor de hotelaria cresceu e oferece muitas opções de hospedagens confortáveis.



Sugestão de hospedagem em Bento Gonçalves: algumas vinícolas abrem as suas portas para hospedagem, tornando uma experiência especial. Confira as tarifas!

3-Canela-Cambará do Sul: 

Fui há pouco tempo para Canela e Cambará do Sul, onde me hospedei em ambos os lugares. Percebi que muita gente faz um bate e volta de Canela para Cambará do Sul, perdendo uma oportunidade única de ter uma experiência na região dos cânions gaúchos. Esse lugar é apaixonante e vale a pena ficar, pelo menos, uma noite em Cambará. 



Sugestão de hospedagem em Cambará do Sul: eu fiquei hospedada no Parador Casa da Montanha, onde passei dias incríveis. Não é uma hospedagem barata, definitivamente, mas ela se paga pelo conforto, paisagem e café da manhã divino. Confira a tarifa!


4- Porto Alegre-Torres:

Muitas famílias fazem um bate e volta de Porto Alegre ao litoral gaúcho. As praias de Torres são as mais famosas da região sul. Quando eu fui, fiquei hospedada em Torres e foi uma delícia conhecer a cidade litorânea gaúcha com calma. Eu pude ir às praias e andar pelo Parque Ecológico da Guarita sem preocupação de horário.



Sugestão de hospedagem em Torres: eu fiquei no Guarita Park Hotel, que foi uma ótima localização para visitar o Guarita Park e a praia da Guarita, uma das mais lindas da região. Ele tem uma ótima infraestrutura, com 3 piscinas, sendo que uma aquecida, além de espaço kids, sala de jogos e um café da manhã maravilhoso. Confira a tarifa!


5-Curitiba-Morretes:

Para quem vai ficar mais dias em Curitiba, vale a pena fazer o passeio de trem para Morretes. Ele acaba sendo o famoso bate e volta para conhecer Morretes e o prato típico da região, o barreado. Acredito que esse passeio é na medida certa para conhecer Morretes e voltar à Curitiba, no final do dia.



Sugestão de hospedagem em Curitiba: já fiquei em alguns hotéis na cidade, tanto no bairro Batel quanto no centro. Confira as tarifas!

6- São João Del Rei - Tiradentes: 

As hospedagens em Tiradentes estão começando a apresentar valores mais democráticos para uma família de 4 pessoas. É uma cidade cheia de charme e carregada da história mineira, fazendo parte do caminho do ouro.


A minha primeira visita à Tiradentes, eu fiquei em São João Del Rei e fiz uma bate e volta. Mas voltei há pouco tempo e percebi como é fantástico se hospedar nessa linda cidade. Não tem preço acordar bem cedo e encontrar as ruas ainda vazias, somente com a serração vinda da Serra de São José.

Sugestão de hospedagem em Tiradentes: você já encontra mais opções de hospedagens na cidade e a distância delas do centro histórico não significa que elas serão mais baratas. Por isso, eu escolhi ficar bem perto da praça principal, para facilitar as minhas caminhadas, fazer compras e deixar tudo no hotel rapidinho. Confira a tarifa!

7-Campos do Jordão - São Bento do Sapucaí:

Poucos conhecem São Bento do Sapucaí, um município bem próximo à Campos do Jordão. Os que já visitaram essa linda região, foram para subir a trilha da Pedra do Baú e, no final do dia, voltam para Campos do Jordão. Já me hospedei e convido a todos a ter essa experiência, vale super a pena.


São Bento do Sapucaí não apresenta uma estrutura gastronômica como Campos, mas a suas pousadas possuem uma pegada chic no estilo rústico. Quando fui, eu fiquei no Canto da Lua Chalés a Apiário, onde ela abre as suas portas para casais e famílias com cachorros. Os chalés são confortáveis e amplos, fugindo daqueles padrões executivos.



Sugestão de hospedagem em São Bento do Sapucaí: gostei muito de ter ficado no Canto da Lua Chalés e Apiário, onde oferece um café da manhã muito gostoso, com produtos frescos. Além do chalé amplo e uma sauna com conexão à piscina. Confira à tarifa!

8-Campinas - Brotas:

Brotas é conhecida mundialmente pela destino dos esportes radicais. A equipe de rafting da cidade já ganhou vários prêmios internacionais. Há boas hospedagens na cidade, mas boa parte dos visitantes ainda fazem bate e volta. 

A beleza de Brotas está nos parque ecológicos, que oferecem uma boa infraestrutura para os visitantes. Há trilhas ecológicas, rapel, tirolesa, cachoeiras com piscinas naturais, além de um espaço urbano com piscina, bar e restaurante. Vale a pena se hospedar na cidade e chegar cedo nos parques para aproveitar bem o dia.



Sugestão de hospedagem em Brotas: eu fiquei no Hotel Natural Brotas, que oferece uma ótima infraestrutura, salas de estar com jardins bem cuidados, piscina aquecida, sala ampla de jogos, academia e espaço de churrasqueira para os hóspedes fazer churrasco com a família. Um custo x benefício sensacional. Confira a tarifa!


9- Caraguatatuba - Maresias - Ubatuba:

Eu visitei Caraguatatuba há pouco tempo e posso dizer que vale a pena fazer bate e volta para Maresias e Ubatuba. Por quê? O preço da hospedagem te convence.. kkk.. Caragua fica entre as duas regiões mais famosas do litoral norte paulista e com preços bem acessíveis para hospedagem.


As praias de Caragua também são bonitas e fazer a rota dos mirantes é bem legal. Em breve, eu publicarei um post sobre o lugar com dicas de restaurantes também.

Sugestão de hospedagem em Caraguatatuba: eu fiquei numa rede simples, mas com uma infraestrutura fantástica para a família com crianças. Confira a tarifa!

10- São Paulo - São Roque:

São Roque é conhecida como a rota do vinho paulista. Eu visitei o lugar, há pouco tempo, quando fui à um casamento em São Paulo. Fiz um bate e volta, porque não tinha muito tempo disponível, mas, para quem aprecia vinhos, sugiro que fique, pelo menos, uma noite na cidade e faça com calma o roteiro dos vinhos.


A minha passagem foi rápida, por isso, visitei as vinícolas mais famosas, com melhor infraestrutura. Falarei mais delas num post futuro, detalhando os serviços de cada uma.

Sugestão de hospedagem em São Roque: há boas opções na cidade, desde lugares simples até os com requinte. Confira as tarifas!

11- Rio de Janeiro - Região Serrana (Petrópolis - Teresópolis): 

Há um tempo atrás, muitos cariocas subiam para Petrópolis e Teresópolis para fazer compras e comer foundue. Essa tradição foi diminuindo quando o setor hoteleiro dessas cidades começou a oferecer hospedagens atrativas, tipo chalés românticos ou até mesmo hotéis fazenda.


Hoje, vale super a pena passar o final de semana na serra, onde você será bem acolhido e experimentará as delícias da gastronomia da serra. Sem contar com as degustações das cervejas artesanais, que estão se fixando na região.

Mas também vale a pena fazer um bate e volta, caso você queira somente passar o dia na serra carioca. Há sempre eventos rolando, como: shows, feiras e cursos gastronômicos. 

Sugestão de hospedagem na Serra Carioca: confira algumas opções de tarifa!

12- Rio de Janeiro - Vale do Café:

O circuito do Vale do Café está crescendo a cada dia. As fazendas abrem as suas portas para que os visitantes possam conhecer a história brasileira sobre a Era do Café no Rio de Janeiro. Mas a maioria não possui opção de hospedagem, por isso, que muitos visitantes fazem um bate e volta.

Foto do site http://www.festivalvaledocafe.com.br/ pata ilustração do tema

Sugestão de hospedagem: se você estiver interessado em se hospedar próximo ao circuito, pode pesquisar hospedagem em Barra do Piraí, Vassouras ou Valença. Confira a tarifa!

13- Vitória - Guarapari:

Vitória é muito visitada pelo setor executivo, para realizar negócios na cidade. Devido a isso, há muitos hotéis executivos espalhados para todos os estilos. Geralmente, os turistas acabam ficando em Vitória ou Vila Velha por conta da boa infraestrutura e faz um bate e volta à Guarapari.


Eu fui um desses turistas que fiz um bate e volta e me arrependi. Veja o que fazer em Guarapari. Com certeza, o padrão da hospedagem em Guarapari é inferior ao de Vitória, mas vale super a pena ficar uns 2 dias inteiros para curtir toda a costa litorânea. As praias são belíssimas e a maioria apresenta águas calmas, próprias para banho com crianças.

Sugestão de hospedagem em Vitória: confira as tarifas de hospedagem na região!

14- Balneário Camboriú - Penha: 

Para quem tem planos de conhecer o Parque do Beto Carrero World, mas está de férias e a Penha não será o seu único destino, vale a pena fazer um bate e volta. Eu fui ao Beto Carrero e fiquei hospedada em Joinville, porque a passagem aérea estava mais barata para Curitiba.


Mas caso você ache uma passagem aérea barata para Navegantes, a melhor hospedagem será na Penha ou Itajaí ou, se o voo for para Florianópolis, vale a pena se hospedar em Camboriú ou em Floripa.

O Parque Beto Carrero World está com atrações novas e foi super legal passar o dia nele. Os shows são apaixonantes, cheio de vida, cores e músicas atuais. Há atrações para todas as idades, desde os pequenos até para a terceira idade. Uma boa infraestrutura, com banheiros espalhados, um complexo gastronômico logo na entrada enfeitado com um carrossel todo iluminado.




15- Florianópolis - Balneário Camboriú:

Quem vai a Floripa, sempre volta: ela é considerada uma ilha mágica! Não é a toa que foi batizada como a Ilha da Magia, confiram o guia de praias na ilha. A facilidade de ter um aeroporto na ilha, faz com que muitos turistas fiquem hospedados na ilha e façam um bate e volta para os arredores, como Balneário Camboriú.



Camboriú é um lugar que vem se transformando a cada dia Muitos hotéis se fixaram na cidade, além de restaurantes, lojas e passeios marítimos. Os Bondinhos Aéreos, um passeio imperdível para visitar o Parque Unipraias, agora tem tirolesa e trenó de montanha. Sem contar com uma vista incrível contemplada pelo mirante do Cristo.

Sugestão de hospedagem em Balneário Camboriú: há opções para todos os bolsos, confira as tarifas!

16- Goiânia - Pirenópolis:

Os turistas conhecem Caldas Novas, a alegria da terceira idade com piscinas, onde a água quente é renovada direto do lençol freático. Mas, poucos visitam Pirenópolis, um lugar abençoado com inúmeras cachoeiras e que vem se desenvolvendo a cada dia. Alguns goianos gostam de fazer um bate e volta de Goiânia até Pirenópolis, inclusive, os goianos ou quem mora em Goiânia são os que mais visitam a cidade. 

Eu visitei Pirenópolis após a novelinha da Sandy (quem lembra? kk), que ainda era um vilarejo com poucas pousadas bem estruturadas. Hoje em dia, há uma vasta opção de hospedagem e vai de você escolher qual será o melhor custo x benefício para o seu bolso e conforto.



Sugestão de hospedagem em Pirenópolis: eu fiquei na Pousada Villa Serena, um hospedagem familiar, onde as donas recebem os hóspedes e providenciam o possível para satisfazer o cliente. Confira a tarifa!


17- Belém - Ilha do Marajó:

Eu passei o Carnaval de 2019 em Belém e foi uma ótima escolha para quem estava fugindo da folia carnavalesca. Até tinha alguns grupos carnavalescos na cidade, mas nada comparado ao Rio de Janeiro.

Eu realmente fiquei surpresa com Belém: desde a infraestrutura para receber os seus visitantes, apresentando boas redes de hotéis, restaurantes sofisticados e uma variedade de sabores de sorvetes, que mesmo quem não goste tanto, terá que apreciar com moderação kkk..  uma delícia!


Rola muito o bate e volta à Ilha do Marajó, através das lanchas rápidas, que saem do centro de Belém. Uma pena! pois quem visita a ilha dessa forma, não imagina a experiência de vida que está deixando para trás. 

Eu fui de carro e peguei a balsa, fora do centro de Belém. Uma viagem incrível e publicarei um post com detalhes de como pegar a balsa e o que fazer na Ilha de Marajó.


A ilha é gigante, então, não se iluda que vai desbravá-la de uma ponta a outra. Há dois lugares, onde há boas hospedagens e que ficam localizados nas regiões mais próximas de Belém: Salvaterra e Soure. Sugiro que fiquem, pelo menos, 2 dias inteiros na Ilha de Marajó para interagirem com a cultura local e conhecerem com calma as praias.

Sugestão de hospedagem em Belém: como eu fui de carro para a ilha, as hospedagens em Salvaterra ficaram mais acessíveis logisticamente, pois tem que pegar uma balsa pequena para atravessar o rio Paracauari até Soure: a vila principal.  Confira as tarifas!

18- Recife - Olinda:

Esse bate e volta é muito praticado. Já fui algumas vezes para Olinda, mas sempre fecho hospedagem em Recife. Talvez porque ela ofereça mais opções, mas, eu confesso que gostaria de me hospedar em Olinda, para amanhecer no meio das famosas ladeiras. 

19- Maceió - São Miguel dos Milagres:

Maceió é linda! De todas as capitais no nordeste, sempre tive mais encanto por Maceió devido às belezas de suas praias. Todo litoral é bem aproveitado, com infraestrutura para você passar o dia. Um bate e volta famoso é para São Miguel dos Milagres, onde há uma rígida preservação da natureza na região, devido ao projeto da Rota Ecológica da Costa dos Corais.


Um paraíso bem conservado, que vale a pena passar alguns dias. Se você já gosta de Maceió, vai ficar deslumbrado com São Miguel dos Milagres. Acredito que o bate e volta aconteça, porque as tarifas de hospedagem são mais altas nessa região.

Sugestão de hospedagem em São Miguel dos Milagres: quando eu fui, fiquei na Pousada Cote Sud, simplesmente fantástica! Já vou avisando que ela não é barata, mas possui chalés incríveis  e com uma gastronomia de lamber os beiços. Ela é uma ótima opção para agradar o seu parceiro(a): à beira mar, possui piscina com borda infinita, jardins lindos, serviço perfeito e uma comida para guardar na lembrança. Confira à tarifa!


20- Natal - Pipa:

O bate e volta à Pipa acaba sendo cansativo. Algumas pessoas ainda fazem, mas quando eu fui, fiquei hospedada em Timbau do Sul, no Resort & Hotel Marinas. Acredito que vale super a pena se hospedar em Pipa ou em Timbau do Sul, vai depender da sua disposição para interagir com um formigueiro humano ou não.. kkk

Pipa cresceu muito e de uma forma meio desorganizada. Essa foi a minha impressão quando cheguei para pegar um passeio de buggy até a divisa com a Paraíba. As ruas são muito estreitas e as construções não fazem uma linha reta, provocando essa sensação de desordem no crescimento urbano.


Mas, sem dúvida, é um destino super visitado para quem gosta de agito e balada. Os jovens preferem se hospedar em Pipa para aproveitar as festas noturnas e bares, além das lojas bem ornamentadas, como Búzios.

Sugestão de hospedagem em Pipa: separei algumas pousadas com bom custo x benefício. Confira as tarifas!


Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 

 

2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.








Share

Dani Turismo

Post A Comment:

16 comments:

  1. Qual o melhor sabor de sorvete pra desfrutar em Belém?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Galvani, tudo bom?
      Difícil escolher somente um sabor dentre de muitos gostosos, mas sugiro que experimente o Carimbó (Castanha caramelada com sorvete de cupuaçu).

      Excluir
  2. Quantas opções de bate-volta pelo Brasil! Difícil escolher qual a mais interessante. Gostei muito das dicas práticas de como escolher fazer ou não bate-volta em uma viagem. Das suas sugestões a única que eu já fiz e não gostei muito foi de Gramado para Bento Gonçalves. Eu aluguei carro e achei distante e a estrada muito sinuosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lulu, tudo bom?
      Eu também achei bem complicado essa rota até Bento Gonçalves, inclusive, quando você tem horário marcado para passear na Maria Fumaça, fica tudo muito corrido. Por isso que mencionei que algumas rotas näo valem a pena esse bate e volta.

      Excluir
  3. Nossa, não fiz quase nenhum desses bate e voltas. Preciso viajar mais pelo Brasil.
    Otimas dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diego, tudo bom?
      Algumas vezes, vale a pena fazer o bate e volta e outras, não. Vai depender do critério de escolha e gosto de cada um. No post, mencionei 20 que são mais usuais.

      Excluir
  4. Muitas opções super legais de passeios,às vezes tão perto da gente ou de destinos que visitamos. Parabéns pelo post e bom também ter a indicação de hospedagem. Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian, tudo bom?
      Acredito que a hospedagem é onde a gente mais perde tempo procurando. Gosto de informar onde fiquei ou dar sugestões para facilitar a vida do leitor.

      Excluir
  5. Amei as dicas! Eu também fiz um bate e volta em Brotas, mas estava em São Carlos a trabalho. Vou tentar seguir algumas dicas 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, tudo bem?
      São Carlos fica bem mais perto e geral faz o bate e volta. Espero que as sugestões possam lhe ajudar nas próximas viagens.

      Excluir
  6. Que ótimas sugestões. Desses bate e volta só fiz São João - Tiradentes e Pirenópolis, mas a partir de Brasília e não Goiânia. No caso de Pirenópolis tb gostei de ter dormido uma noite para curtir mais e o bate e volta pode ser assim mesmo, se gostar ficar mais um pouco e deixar de ser um bate e volta para ser um bate e fica :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nivea, tudo bom?
      Isso mesmo .. kkk.. um bate e volta, que vira um bate e fica... bom demais aproveitar os lugares que a gente se identifica.

      Excluir
  7. De fato nem sempre os destinos que cabem num bate e volta são recomendados apenas para bete e volta! Eu mesmo gosto de ficar nos lugares mais tempo - mas confesso que até isso varia de acordo com o que a gente quer para aquela viagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emilia, tudo bom?
      Verdade, nós precisamos analisar com calma se vale a pena fazer um bate e volta ou não. Vai depender das sugestões publicadas acima sobre os prós e contras de cada viagem.

      Excluir
  8. Com tantas sugestões maravilhosas, difícil não escolher pelo menos uma pra aproveitar muito este nosso Brasil lindo de morrer, né? Amei as dicas, anotadas aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bom?
      Sim, maravilhoso o leque de opções que o Brasil pode oferecer. O lance é escolher quanto tempo ficar em cada lugar e se vale a pena fazer bate e volta.

      Excluir

Obrigada por sua mensagem!